sábado, 8 de junho de 2013

Top 10 - Terror Europeu (2000 a 2010)

Sei que já faz um tempinho que não coloco material novo aqui no blog, e peço desculpas por isso, mas a mudança de residência está fazendo aparecer responsabilidades que eu não tinha antes, e, por isso, estou tendo um tempo bem escasso.

Mesmo assim, sempre que possível, colocarei alguma coisa nova aqui para não deixar esse blog morrer, pois sei que existem pessoas que gostam daqui =)

A lista a seguir é bem pessoal, e sei que tem alguns filmes que farão as pessoas chiarem (principalmente o número 3).



10º Naboer (2005) - dir. Pal Sletaune

Resumo: Um homem acaba de terminar seu namoro e começa a ser seduzido por suas vizinhas, entrando em um mundo que ele mesmo não consegue compreender


Esse é um filme que se destaca muito mais pelo clima do que propriamente pela qualidade de sua história. O diretor Pal Sletaune consegue criar uma excelente atmosfera de surrealismo, que lembra os filmes de David Lynch e David Cronenberg. Desde o começo já conseguimos perceber que algo ali não está certo, e só com o tempo conseguimos desvendar o quebra cabeças proposto pelo roteiro.

9º O Orfanato (El Orfanato, 2007) - dir. Juan Antonio Bayona


Resumo: Após abrir um orfanato no lugar onde cresceu, Laura começa a presenciar fatos estranhos após seu filho se comunicar com um amigo invisível.

Produzido por Guillermo Del Toro - o que quase sempre é um selo de qualidade -, O Orfanato é um filme que nos prende desde o seu começo. Com algumas cenas assustadoras - e surpreendentes, o que é raro nos filmes feitos atualmente -, o filme consegue deixar um gosto amargo com seu desfecho. 

8º Extermínio 2 (28 Weeks Later, 2007) - dir. Juan Carlos Fresnadillo


Resumo: O filme se passa na Espanha e mostra uma família que sobreviveu aos eventos do primeiro filme.

Apesar de  Extermínio 2 não ser tão brilhante quanto o filme original, isso não o impede de ser inesquecível por seus próprios meios. Com a excelente participação de Robert Carlyle, o filme tem um foco diferente do primeiro, pois mostra a reconstrução da sociedade que foi devastada por um vírus, mas que acaba entrando colapso por pura falta de conhecimento sobre a infecção que está se alastrando. Algumas cenas são memoráveis, como o "picadinho" feito por um helicóptero e uma fuga dentro de uma estação de metrô.

7º A Invasora (A L'Intérieur, 2007) - dir. Alexandre Bustillo & Julien Maury


Resumo: Quatro meses após a morte do marido, uma mulher prestes a dar a luz é atormentada por uma estranha que deseja seu bebê.

Com uma história simples e efetiva, A Invasora conta com a excelente atuação de Beatrice Dalle, que interpreta uma louca que invade a casa de uma mulher, tentando matá-la de todas as maneiras. O filme é extremamente gráfico, com cenas que chegam a doer de agonia e, se você está grávida, recomendo que não passe nem perto deste filme, pois a experiência pode ser extremamente traumatizante.

6º Abismo do Medo (The Descent, 2005) - dir. Neil Marshall


Resumo: Um grupo de amigas resolvem explorar uma caverna na Escócia e acabam ficando presas no local, que é habitado por criaturas monstruosas

Mais um dessa lista que se destaca muito mais pela atmosfera criada do que pela história contada (que, bem da verdade, é superior à de Naboer). É difícil assistir Abismo do Medo e não sentir-se acuado, pois o filme se passa praticamente todo dentro da caverna, com a ação ocorrendo em espaços diminutos, o que causa uma sensação absurda de impotência. Acredito que pessoas claustrofóbicas devem se sentir muito mal ao assistir essa obra.

5º Deixe Ela Entrar (Lat Den Rätte Komma In, 2008) - dir. Tomas Alfredson


Resumo: Oskar é um garoto que sofre bullying na escola. Ele acaba encontrando refúgio em Eli, uma garota misteriosa que esconde um terrível segredo.

De longe o melhor filme de vampiros dos anos 2000. O vampiro clássico - que só sai à noite, dorme em caixões e se transforma em morcego - parece, cada vez mais, estar desaparecendo. No entanto, todos os filmes que vêm abandonando essa premissa estão quase sempre fracassando, mas Deixe Ela Entrar consegue se destacar dentro do mar de mediocridade. E o filme definitivamente não deve ser nivelado por baixo, pois tudo é bem executado, desde a direção de Tomas Alfredson até a atuação impecável da garota Lina Leandersson


4º [REC] (2007) - dir. Jaume Balagueró & Paco Plaza


Resumo: Uma equipe que está cobrindo o dia a dia de um quartel de bombeiros fica presa em um prédio onde coisas estranhas começam a acontecer

[REC] é um filme que trouxe coisas boas e ruins junto a ele. A coisa boa foi o fato de ter "renovado" o gênero de filmes em primeira pessoa, consagrado por A Bruxa de Blair (The Blair Witch Project, 1999) e em queda desde aquela obra. De ruim, foi o fato de agora sermos bombardeados anualmente com infinitas obras que exploram o gênero, sendo que a grande maioria delas é extremamente ruim.

No entanto, analisando [REC] por si só, não há do que reclamar. A ideia por trás da entrada da equipe no prédio soa bastante real e em nenhum momento vemos situações forçadas, o que reforça o realismo por trás do filme. A ação é praticamente incessante, e é difícil ser um amante de filmes de terror e não se sentir plenamente satisfeito após assistir [REC].


3º [REC] Possúidos ([REC] 2, 2009) - dir. Jaume Balagueró & Paco Plaza


Resumo: Para tentar salvar a equipe que ficou presa no prédio no primeiro filme, um grupo de policiais entra no local e se depara com as mesmas dificuldades encontradas anteriormente

Esse filme estar aqui - e acima do original - é algo que eu sei que vai surpreender muita gente, mas é definitivamente por gosto pessoal. Já ouvi muitas pessoas falando mal de [REC] Possuídos, dizendo que é mais do mesmo, que o filme não inovou em praticamente nada e outras coisas do tipo. No entanto, para mim, os dois filmes praticamente funcionam como um só, de modo que com uma certa ediçãozinha, dá pra fazer um épico de 3 horas juntando ambos. De todo modo, a inclusão da possessão dentro do filme foi algo que me deixou bem intrigado e acho que essa parte foi muito bem trabalhada.

Inclusive, se um dia eu fizer uma lista de melhores cenas de filmes de terror, com certeza [REC] Possuídos vai ser citado por pelo menos duas cenas - uma delas ocorre nos minutos finais e fez eu quase me levantar e aplaudir, tamanha a criatividade apresentada. Por tudo isso, [REC] Possuídos, pelo menos pra mim, consegue ser ainda melhor que o original - algo raríssimo nos dias atuais.

2º Extermínio (28 Days Later, 2002) - dir. Danny Boyle


Resumo: Após passar 28 dias em coma, Jim acorda em uma Londres devastada e descobre que uma infecção se espalhou pela cidade, transformando as pessoas em zumbis

Como eu já havia dito na análise de Extermínio, a utilização do termo "zumbi" para os seres mostrados no filme é algo bastante discutido até hoje. Independente disso, o filme apresenta conceitos muito interessantes, e Danny Boyle cria personagens tridimensionais, fugindo um pouco dos clichês utilizados há décadas em obras do gênero. Junte tudo isso a uma trilha sonora marcante e o desespero criado por zumbis maratonistas e temos um dos melhores filmes de terror da última década.

1º Mártires (Martyrs, 2008) - dir. Pascal Laugier

 

Resumo: Após sofrerem abusos durante a infância, duas amigas vão atrás dos responsáveis por tais atos. Após encontrá-los, elas descobrem segredos ainda mais perturbadores.

A sinopse de Martyrs não faz jus à grandiosidade que ele representa. A primeira metade do filme mostra principalmente a busca das meninas pelos criminosos. Porém, depois de encerrado esse dilema, o filme muda totalmente seu foco, entrando em discussões religiosas e filosóficas. Como é característica do Novo Extremismo Francês, o filme é extremamente violento, talvez o que possua mais sangue e carnificina dentre todas as obras do movimento. Mesmo assim, ele se destaca por outras características e fica na cabeça de quem assiste por um bom tempo.

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Martyrs é inacreditável. Acho que demorará um bom tempo para termos outro filme de terror desse nível.

      Excluir
  2. Mártires pega muito pesado, caras...

    ResponderExcluir